segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O COQUEIRO E A FELICIDADE

Hoje, estava olhando uma grande árvore que existe na frente da casa onde moro. É uma tamareira enorme. Ela é comprida como um coqueiro, se abrindo em folhas ao topo.
Lembrei, então, dos versos de Menotti del Picchia: 
"Coqueiro! Eu te comprehendo o sonho inattingível; 
queres subir ao céu, mas prende-te a raiz...
O destino que tens, de querer o impossível,
é igual a este meu, de querer ser feliz."
Eu, de novo, ele finaliza dizendo:
"E, quando vae buscar sua felicidade,
elle, que poderia encontra-la em si mesmo,
escondeu-a tão bem que nem sabe onde está".
Eu: muita gente esconde tão bem a felicidade, que não a consegue mais trazer à tona. 

Nenhum comentário:

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS