sábado, 6 de agosto de 2011

HOMEM DORMINDO NO FRIO

Hoje, uma sexta-feira. Como dizia Brizola: hoje, sexta-feira, dia de nossa humilde palestra, e desfilava uma catilinária para cima dos ouvintes de nossas rádios naqueles anos 50 e 60. Pois comecei mal o dia. Vinha caminhando em frente ao Correio do Povo, num frio de cinco graus Celsius, à sombra, quando vi na calçada, ao tempo, uma pessoa deitada sobre uns papelões e jornais, cuidadosamente montados, e sobre si um cobertor. Notei que o cobertor era bem limpinho, o que  denotava pessoa que normalmente não dorme nas ruas.
Lourdes, como toda mulher, prevenida, perguntou: e, se chove? Não respondi, pois o que era ruim, realmente poderia ser pior.
Estamos no século XXI.
Lembrei de uma linda personagem do começo dos anos 60 aqui em Porto Alegre, o seu apelidPEo J.Bronquinha, o Fábio, personagem inesquecível desta cidade. Lutava pelos mais humildes em nossas rádios, e um dia depois de atender alguém que morria de fome naquela nossa Porto Alegre, morreu ele também.
Pois hoje não temos mais J. Bronquinha. Aliás, não temos bronca nenhuma, pois os nossos jornais de Porto Alegre parecem mais diários oficiais a rasgar elogios imerecidos aos governos, não sei a troco de quê.
Pelo que leu nestes pasquins modernos, não deveriam haver estas pessoas dormindo ao relento, pois vivemos no melhor dos mundos, onde o maravilhoso Lula Lá e sua seguidora "presidenta"(sic) já tirou toda a população da miséria. Somos premiados no exterior pelo combate à fome. Deus nos livre dos premiadores, que dos inimigos nos livraremos sozinhos.
Um bilhão de reais para o estádio do Curintia! Quandos leitos quentinhos dava para fazer para aquele sujeito que dormia em frente ao Correio do Povo? Certamente milhares. 
Mas está todo o mundo anestesiado da bola. Vão deixar governo, CPF, Federações e clubes de futebol a torrarem dinheiro da nação numa besteira. 
O prefeito de Porto Alegre, nesta semana, saiu-se indignado com a oposição de grande parte dos gaúchos à copa do mundo. Senhor prefeito, num país civilizado o senhor não dormiria mais à noite, pois as avalanches de indignação  partiriam de todos os lados para não deixar sair este absurdo. 
Será que serei a última pessoa indignada nesta nação a bradar aos quatro cantos o absurdo de se gastar toda esta grana em supérfluo, quando existe gente passando fome, frio e sede? 

Nenhum comentário:

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS