domingo, 8 de junho de 2008

O ENGRAÇADINHO

Hoje acrescentarei mais um estereótipo à minha coleção que começou com o CHINELÃO, passou pelo BOLHA e agora completo com o ESGRAÇADINHO.
Não se trata do "Hyphessobrycon Flammeus", que é um peixinho carioca de pouco mais de quatro centímetros, mas sim de um tipo de "Homo sapiens".
O engraçadinho nada tem de bolha, pois o bolha é gente fina, é só um exagerado, o engraçadinho está mais para chinelão.
Todo mundo conhece um engraçadinho. Ele faz piada com tudo, debocha de todos, principalmente de seus desafetos. Geralmente, como não tem argumentos para derrubar as teses de seus inimigos, faz pilhérias com o seu “ex-adversus”, numa tentativa vã de desmoralizar a grei contrária. Busca sempre tirar do foco os seus pontos fracos, assim giza as posições e fatos que julga hilário em seu alvo preferido.
O engraçadinho adora onomatopéias, assim escreve utilizando sons para reproduzir idéias, pois se diverte muito com estas besteiras.
Nolmalmente é psicastênico, visto que dotado de fraqueza intelectual, a par de sua (até boa) formação, é inseguro quanto à ela, e busca desmoralizar as pessoas que lidam bem com a cultura.
É enfadonho e repetitivo, um verdadeiro ramerrão, repetindo as mesmas histórias e as mesmas piadas.
Uma característica do engraçadinho é usar palavras alienígenas. Como é curto de conhecimento, geralmente usa o inglês, principalmente aquelas palavras que todo mundo conhece. Uma vez fui a um casamento religioso, onde o noivo ao ser indagado se aceitava a noiva largou um sonoro: “YES”. É claro que o casamento não durou muito. Não dá para aturar o engraçadinho por muito tempo.
O engraçadinho ao cumprimentar as pessoas, dá longos abraços, principalmente nas senhoras, pois sempre se julga íntimo delas. Mesmo que os maridos das cumprimentadas fiquem com um pé atrás, o engraçadinho não se abala. Prefere perder o amigo a perder a oportunidade de afofar a mulher alheia.
O engraçadinho arrasta a asa para qualquer coisa que use saia. A mulher dele não liga, pois afinal de contas ele é somente uma pessoa feliz, que gosta de extravasar sua felicidade com todos os seus interlocutores. As vezes ele se dá mal, mas disfarça e sai à francesa, pois se de cinco botes tirar um já é lucro.
O engraçadinho gosta de festa, pois é a ocasião própria para exibições de hilaridade, e onde, geralmente, as pessoas estão descontadas em seu sentido de crítica, sob o efeito do álcool. Neste seu ambiente conta piada, canta e declama. É sim: engraçadinho que não conta piada, não canta e não declama não tem qualquer chance de vencer. Vai ver que é por isso que eu tenho a mínima graça.
Isso tudo não é culpa do engraçadinho, ele não se dá conta, acha que é normal. Não age com maldade, e sim com espontaneidade. Ele não tem culpa se já nasceu assim engraçadinho...
(Qualquer semelhança com pessoas ou coisas reais é mera coincidência, pois aqui somente se lida com pessoas de ficção)

Um comentário:

Ivone disse...

PARA COMPLETAR TEU COMENTÁRIO O INFERNO TÁ CHEIO DE GRAÇA!OU MELHOR DE ENGRAÇADINHOS,hahuahuhauhauhauauhauahu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
POBRE DO DIABO!!!!!!!!!!!!!!!huahuhauhauahuh

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS