domingo, 11 de abril de 2010

ABANDONANDO A LAREIRA

Pretendia escrever um texto tendo por base a célebre frase poética de FERNANDO PESSOA: "tudo vale a pena se a alma não é pequena."
No entanto, não gosto de pinçar as frases sem saber de seu contexto.
Falava ele das viagens para além mar do lusos. Dizia que quanto deste mar são lágrimas das mães portuguesas a chorar seus filhos?
Nesta pesquisa, para uma crônica que não sairá, pois desisti, no entanto, tirei outra frase de Pessoa, que muito me tocou:
"Triste de quem vive em casa,
Contente com o seu lar
Sem que um sonho, no erguer das asas.
Faça até mais rubra brasa
A lareira abandonar."
A grande vantagem que estes gênios da prosa e da poesia, como Fernando Pessoa, é que não perdem a atualidade, pois universais e atemporais.
Não é por qualquer motivo que gosto de viajar.
Quero, no entanto, dizer uma frase que pode conter, aparentemente, uma contradição: a vontade de voltar para a casa também é um dos pontos positivos de viajar.

Um comentário:

Ivone disse...

SONHOS!QUE BOM QUE TODOS PUDESSEM SER REALIZADOS!MESMO POR MENORES QUE SEJAM!A FRASE DE FERNANDO PESSOA PODEMOS COLOCAR UM COMPLEMENTO !tudo vale apena quando aalma não é pequena!"e nem renda também"!PARA ASSIM REALIZAR OS SONHOS!BOA SEMANA!

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS