terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

O POPULAR CHINELÃO

Fazendo uma busca no dicionário Aurélio, Houaiss e
outros vamos encontrar o vocábulo chinelo, como um tipo de
calçado, sem fechamento de calcanhar, próprio para se
utilizar em casa, ou alguma coisa parecida. Na verdade,
não me dei ao trabalho de fazer a pesquisa, mas a
definição não será longe desta. A forma antiga mais
usual é a chinela. Daí o famoso não ir além das
chinelas.
A sabedoria popular adotou a forma aumentativa ou seja
chinelão para designar a pessoa não recatada que tem
atitudes desleixadas, é chegado num vexame, típica
figura ridícula, ou má figura.
O nosso popular chinelão geralmente é descuidado no
vestir, fala alto, põe a bandeira de seu clube preferido
na frente de sua residência. Quando seu time faz um gol
ele corre para a janela para desaforar o vizinho torcedor do
time oposto.
Ele, onde está, dá vexame. No cinema, deixa o celular
ligado, e quando toca atende. No teatro... Bem, esta
hipótese não existe: chinelão não freqüenta
teatro. Restaurante só churrascaria rodízio, onde ele
está no seu elemento, é íntimo do garçom, come até
quase desmaiar, enche a mesa de garrafas de cerveja, a qual
exige "estupidamente" gelada, mesmo sabendo que a bebida
com temperatura muito baixa perde seu paladar.
Chinelão só bebe vinho no inverno, de preferência de
garrafão que um fornecedor seu amigo consegue. Trata-se de
um verdadeiro "Niágara" maravilhoso, que inclusive
retém no fundo do copo restos da uva (sic).
Churrasco para o Chinelão tem que ser de costela minga, a
carne mais maravilhosa que existe, claro que acompanhada de
um salsichão que ele compra no açougue do seu Manuel.
Os hábitos do Chinelão ele passa para o filho, o qual
lhe acompanha desde pequeno dando bicadas no seu copo de
cerveja, pois é coisa de homem.
Mesmo que o filho do Chinelão vá até a faculdade, ele
continua com os hábitos do pai, que é o seu ídolo.
Assim, ele mesmo junto com os seus amigos, toma cerveja
grande no bico da garrafa, no meio da rua. Fala alto, escuta
som em alto volume. Quando em seu automóvel, liga o som
em altíssimos decibéis.
O chinelão e seus filhos gostam de dizer palavrões em
público, pois afinal de contas vivemos numa país livre.
Não se constrangem em dizer piadinhas para as jovens e
senhoras, pois são pessoas sem qualquer cerimônia, o que
entendem ser maravilhoso.
Ele gosta de comentar sua vida íntima em público, mesmo
que a sua esposa não goste ou reclame sempre, pois ele
gosta de ser assim "descontraído", não tendo
segredos para o mundo.
Na figura do Chinelão, encontramos sempre um piadista. Ele
faz gracinhas com tudo, até em velório. Nos enterros,
é o centro das atenções, falando alto, de tudo menos
da figura do defunto. Chega diante do morto, faz o sinal da
cruz, iniciando o Espírito Santo pelo lado errado, finge
que está rezando, e se retira à francesa, indo para a
rua contar suas piadas.
Não há família que não tenha o seu Chinelão ou
chinelões. Todo mundo acha que ele é inofensivo, pois
é só um popular.

Um comentário:

Ivone disse...

PREFIRO NÃO COMENTAR,JÁ COMENTANDO!hauhauhau
Assisti uma palestra um dia destes no centro espirita que frequento que falava sobre o adeus!um dos itens que citaste ai foi comentado ,achei bem interessante!me fez lembrar da palestra!realmente bota chinelão nisso!fui

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS