segunda-feira, 11 de agosto de 2008

EL VIEJO TATA


Hernan Figueiroa Reyes é autor de uma das mais belas, e também tristes, músicas sobre o pai. Trata-se de El tata esta viejo, a qual se popularizou entre nós na linda voz de Dante Ramon Ledesma.
Nela, Reyes conta que seu velho pai, outrora tão vivo e tão forte, agora parece um salso, ou seja uma árvore cujos galhos pendem fortemente em direção ao solo.
Ele encerra sua página musical num pedido, quase uma prece a Deus, para que, no momento em que seu papai tiver de ir, que não se dê conta, que vá tranqüilo. Num tom meigo, chama a Deus no diminutivo (Diosito), rogando para que ao encerrar a vida de seu velho tata o faça como um toco de cigarro que fica ali sem que ninguém o fume, e vá se consumindo lentamente até o final.
(El Tata está viejo, si un día ha de irse, que ni se dé cuenta, al tranquito nomás... Diosito te pido que apagues su vida cual se apaga un pucho, solo sin pitar)
Ontem, depois de receber o abraço e mimos de minha filha, e a deixar no aeroporto, fui visitar meu pai, levando a ele uma cesta de produtos coloniais, de que gosta tanto.
Enquanto conversávamos sobre coisas nossas, e olhávamos velhas fotos, eu fiquei olhando atentamente para o meu pai. Vi que embora ele esteja bem, o que muito me alegra, as marcas do tempo já redesenham o seu rosto. Mas, ao chegar em casa e olhar o meu no espelho, vi que também aqui os sinais já começaram a aparecer.
Acontece que a diferença de idade entre eu e meu pai é de somente 20 anos. Daí que quando eu era guri e jovem a gente fazia projeções dizendo que quando o meu pai tivesse 60 anos eu já teria 40, e seríamos, portanto dois "velhos". Este tempo já passou há mais de 15 anos.
Embora falte para mim apenas 4 anos para ter a idade que ele teria em nossas precoces projeções, não me sinto velho, e o meu pai, como já disse em outro texto, já resolveu este problema dizendo que velhos são os que têm mais idade que ele.
Durante o fim de semana, escutei em rádio local alguma coisa que pode ser a expressão da verdade, a vista de minha experiência pessoal: o homem somente consegue ser um bom filho quando se torna pai, e somente consegue ser um bom pai quando se torna avô.
Para pensar, enquanto mando um grande abraços a todos pais.

Um comentário:

Ivone disse...

COMO DIZ MEU IRMÃO MAIS VELHO....!huahuahuahuah...PREFIRO NÃO COMENTAR....SEM LEGENDAS!!!!!!!FUI....

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS