segunda-feira, 16 de novembro de 2009

AURORA DA MINHA VIDA


















Brincando costumo dizer que a única coisa boa antigamente é que éramos mais novos.
Não pensava assim Casemiro de Abreu:

Oh ! Que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras,
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Na foto supra, eu tinha somente dois anos.
Observe que já tinha cara de zangado.
Arrasto esta pecha até hoje.

Um comentário:

maria_ivanir disse...

Olha só o versinho na foto...

Faz dois anos que eu vim
no bico de uma cegonha
prá fazer papai contente
e a mamãe muito risonha.

A letra da mãe tá igual.

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS