sábado, 20 de fevereiro de 2010

OLHA EU AQUI GENTE!




























Nos últimos tempos, tenho sentido a sensação de uma ave migratória que não consegue voltar, e fica olhando as outras em seu lindo "v" alçar voo.
Acontece que uma parte significativa de meus afetos estão se espalhando pelo mundo,incluindo os Vieira, Vaz, Przybysz, Lucca e Kops e famílias amigas.
Outros, o que é mais grave, saíram para nunca mais.
Tem gente minha, no interior do Rio Grande do Sul, incluindo em Pelotas (Gabriela), Ivone( minha irmã) e família em São Jerônimo, meus pais e outros irmãos em Viamão, em Santa Catarina, Paraná (Luiz, Laura e Luquinha, meu sobrinho neto, meu amigo Penha), São Paulo, Bahia, Ceará, Portugal, Emirados Árabes e outros lugares.
Apesar dos avanços da comunicação, onde a gente consegue falar praticamente ao vivo com os que estão lá fora, é diferente do contato físico, especialmente do abraço.
É claro que vivemos num mundo de competição, onde as pessoas obrigatoriamente tem que procurar onde está a oportunidade, e não deixá-la escapar, mas que a gente sente é uma verdade.
Só espero que não se esqueçam de mim.
Olha eu aqui gente!

Um comentário:

Ivone disse...

Oi!Realmente esta tudo muito mudado!Não existe mais aquele contato físico ,as pessoas estao muito a procura do seu melhor!E acontece isso mesmo!Mas mesmo assim longe não deixo de te chaziar não!vamos nos comunicar!Seja como for!bjs

Arquivo do blog

QUEM É ESTE ESCORPIÃO?

Minha foto
PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL, Brazil
EU E MINHAS CIRCUNSTÂNCIAS